Yoga X Estresse

Sabe-se que estresse é um estado de desequilíbrio físico e mental do organismo, uma condição que deixa o homem, ou a mulher, distante da sua normalidade habitual. Um constante estado de irritabilidade, cansaço, impaciência, seguido às vezes de momentos de choro, raiva, e um monte de outras reações que fazem todos virarem para você com aquela celebre frase: “Você está estressado!”, ou os mais preocupados com você lhe dizem: “Vá fazer yoga!”. E se você já fizer Yoga, aí a pressão aumenta (muito mesmo), e nem você vai entender porque você se encontra neste estado, “já que você faz Yoga!! (?)”.

Vamos por partes então.
O que é Yoga?
Yoga não é um monte de exercícios de alongamento. Também não é ficar sentando por quase duas horas entoando sons que não se entende, ou simplesmente ficar parado em Padmasana (postura de lótus). Você pode manter seu corpo imóvel, mas os pensamentos podem estar a mil por hora. Você pode conseguir ficar de cabeça para baixo, apoiado no dedo mindinho e isso não significa que você faz Yoga (Ok! Você é um excelente contorcionista – estressado – mas um excelente contorcionista).

Sim, e Yoga é mesmo o que?!

A palavra Yoga significa UNIÃO. E num conceito que você encontra em qualquer lugar: união entre corpo, mente e emoção. Logo, não adianta se equilibrar no dedinho do pé para ser um yogi. É claro que nosso ego adora fazer aquelas posturas dificílimas, é claro que é maravilhoso sentir que seu corpo conseguiu superar alguns limites, mas isso não é o fim do Yoga, é uma conseqüência.

As posturas feitas no Yoga (os asanas) e os exercícios respiratórios (pranayamas) têm como objetivo, fazer com que o praticante consiga educar o seu corpo. Ter consciência corporal, para que a partir daí consiga dar o próximo passo. Primeiro controlamos o corpo denso, o corpo físico, para depois conseguir controlar os elementos mais sutis do nosso ser. Controlar sua mente, suas emoções... Isso sim é a parte mais desafiadora do Yoga.

Aqueles que buscam um professor de Yoga para melhorar seu alongamento, ou suas dores na coluna, não estão errados, ou cometendo nenhum crime, mas devem ser apresentados ao resto do iceberg, pois só estão visualizando a bandeirinha do topo da montanha de gelo. Claro que a opção é de cada um e deve ser respeitada. Não precisa olhar de cara feia para aqueles que fazem sua escolha apenas pelos efeitos físicos do Yoga. Não há nenhum problema nisso! Você vai sentir seu corpo ter mais vitalidade, vai respirar melhor, vai conseguir colocar o joelho nas costas... (é brincadeira hein gente!!), vai melhorar suas dores no corpo, mas vai estar fazendo Yoga?

Talvez, na maioria dos casos, o início tenha que ser este mesmo: A melhora do seu estado físico. A busca de uma cura que se acredita estar no corpo físico, mas que na verdade possui raízes mais profundas, mais delicadas. Curar-se, no sentido mais amplo possível, é um dos dons que o ser humano possui e que não aprendeu ainda como empregá-lo. Esperamos sempre que a cura daquele mal estar, daquela doença venha de fora e não de dentro, e se despretensiosamente você escolhe o Yoga para lhe “curar”, se prepare, você pode ter surpresas.

Freqüentar aulas de Yoga hoje em dia não é tão difícil. Você não precisa pagar uma fortuna. Existem bons professores dando aulas em condomínios, parques, praia e mesmo em tradicionais escolas de Yoga; porém tenha em mente que a sua escolha pode ir além de conseguir uma melhora de algum aspecto do seu corpo físico, ela pode levá-lo muito mais longe. Esteja aberto a isso.

Ser um Yogi não é tarefa fácil. E não estou me referindo ao grau de dificuldade dos asanas. Ser um yogi é obedecer a princípios éticos como: Não violência, verdade, não roubar, desapego, não disvirtuar a sexualidade, e virtudes como: Pureza de pensamentos, disciplina, contentamento, auto-conhecimento e confiança em Deus. Esses princípios são conhecidos no Yoga como os Yamas e Nyamas, os passos necessários para se atingir a união (estado de Yoga) corpo, mente e espírito.

Você pode achar que “ta fácil!”, afinal você não rouba (isso inclui roupar o tempo dos outros, deixando-os esperando por você); não é uma pessoa violenta (ah! Pensamentos e desejos agressivos também é violência ok?!); não mente (parabéns!! Há pessoas que acham isso impossível na nossa sociedade). E nossa energia sexual?! Vai bem? Tem pessoas que consideram seus parceiros(as) como simples corpos, o “ficar” com alguém se tornou a coisa mais normal do mundo, e olhe que pode ser com uma, duas, três pessoas na mesma noite... ok! A tia não quer dar lição de moral pra ninguém.

Voltemos para nosso auto-conhecimento... nos conhecemos? Sabemos o que queremos, escutamos nossos sentimentos.... ah! Meus amigos são tantos os passos para se tornar um yogi.... e o caminho é tão rico de descobertas, encontros e desencontros.

Mas estávamos falando de estresse também, não?! Etresse (ou vários outros estados que lhe trazem perturbação emocional, como tristezas inexplicáveis, depressão, etc) é basicamente a separação de algo que você deseja e algo que você tem que fazer, ou está fazendo. É a separação entre o desejo e a ação. E Yoga é justamente união. União com sua essência, com sua alma imortal, é a aceitação de quem você é. Conhecer-se através do seu corpo sim, mas também através de suas atitudes, dos seus pensamentos. É escutar-se. É não ter vergonha do que você pensa, nem do que os outros pensam de você. É respeitar seus limites (físicos e emocionais). Não sofra!

Seja Feliz! E felicidade, não significa que tenha que acontecer algo hiper, mega, power em sua vida para que você atinja o Nirvana. Felicidade é ter consciência de que as tristezas vão acontecer, as alegrias também, mas você continua aí. Em estado de união consigo mesmo. Em estado de Yoga.

Você pode ser um yogi e não conseguir colocar a mão nos joelhos.

Então, Yoga é bom para acabar com o estresse? Claro que sim. Yoga é bom para a vida. A que você tem agora e as que você ainda terá.

Namastê!

4 comentários:

Flor disse...

Olá. Eu adorei o teu blog. Parabéns!

Laísa Boaventura disse...

Muito obrigada Flor! Obrigada, obrigada e obrigada!!
Namastê!

Rosana disse...

yoga e arte são as melhores coisas q faço na vida

Laísa Boaventura disse...

Que beleza Rosana! Então te desejo sempre uma vida iluminada por esses dois farós. Namastê!

Todos
os esquerdos reservados. Se copiar alguma coisa, me avisa tá!? Deixe uma mensagem!
Namastê!